sexta-feira, 27 de abril de 2012

DOCES BÁRBAROS


Bálsamos, dádivas, prodígios e alentos. 
Somos convidados para a divina ceia. 
Santa seiva da vida. 
Ao que pedirmos com fé. 
Seremos atendidos. 
Fogo e fel. 
Ambrosia e mel.
Apelos sussurrados.
Transformados em uivos.
Gritos indomáveis.
Todos os pecados serão perdoados.
Afinal, somos seres amáveis.
Amados e amantes.
Depois que provamos desse fruto proibido. 
Mais nos embriagamos dessa inebriante bebida.
Oh liberdade roça as suas asas no meu regaço!
E me rouba de vez!
Vou me aventurar!
E despencar nesse doce precipício!

Nathalia Leão Garcia
Rio, 27 de abril de 2012.



ENVIO AO CÉU

             Meu querido amigo Israel!           Hoje lhe conto da emoção que reverbera no meu ser, com a leitura do Conto Olhos D´água...