terça-feira, 28 de agosto de 2012

ANUNCIAÇÃO



"Eu gosto da vida porque não tenho para onde ir..."
Esta frase convida pra festa,
namorar ao som de guitarras enluaradas,
sonhar com a luz que desgoverna as manhãs.
Ouvir a seresta desvairada que incendeia e entontece.
Vamos nos embalar no frisson dessa mutável dança,
nos despir da rotina inútil das horas.
E reinventar aquele sorriso desavisado de criança,
se enredar na teia que o imprevisível  tece
pra nos guiar nos labirintos das linhas desgarradas!

Nathalia Leão Garcia

Rio, 28 de agosto de 2012.


ENVIO AO CÉU

             Meu querido amigo Israel!           Hoje lhe conto da emoção que reverbera no meu ser, com a leitura do Conto Olhos D´água...