quarta-feira, 12 de setembro de 2012

VASTOS SENTIDOS


Se eu pudesse te falar da sua sensibilidade
que tem a capacidade de me emocionar
Se eu pudesse te abrir meu coração
para deixar que me visse por dentro
sem os filtros dos rótulos.
Se eu pudesse te transmitir o meu pedido vão
sem os ruídos das tribos.
para que me acolhesse.
Se eu pudesse te falar com pureza
Das minhas fraquezas
e da beleza da minha canção.
Se eu pudesse sequestrar a angústia
trancafiá-la num porão sem fim
e jogar as chaves fora do alcance da alma.
Se eu pudesse ser amada com leveza
Ganhar um colo que me abrigasse
na doçura das horas esquecidas do tempo.

Nathalia Leão Garcia

Rio, 13 de setembro de 2012.




ENVIO AO CÉU

             Meu querido amigo Israel!           Hoje lhe conto da emoção que reverbera no meu ser, com a leitura do Conto Olhos D´água...