quinta-feira, 18 de outubro de 2012

HAICAIS



Amo o azul



Liberdade é azul




Os verões são crus.



Seresta desvairada

Incendeia entontece


Vagueia
a noite despe.


Os medos se medem 


Pelos gritos grávidos
 


Na noite nua 





A liberdade do não


A prisão do sim

A armadilha do talvez.




Nathalia Leão Garcia 



Rio de Janeiro, 17 de outubro de 2012



ENVIO AO CÉU

             Meu querido amigo Israel!           Hoje lhe conto da emoção que reverbera no meu ser, com a leitura do Conto Olhos D´água...