terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

CANTANTE


Quem ama não é insignificante.
Antes disso, mais do que importante.
O amor não aceita ser “ficante”.
É personagem principal o amante.
Incomoda e incomodante.
Captura e aproxima o distante.
Celebra o sal da vida vibrante.
Quem quiser mais que cante.

Nathalia Leão Garcia
Rio de Janeiro, 10 de fevereiro de 2015.



ENVIO AO CÉU

             Meu querido amigo Israel!           Hoje lhe conto da emoção que reverbera no meu ser, com a leitura do Conto Olhos D´água...